Lipor entrega certificação ambiental ao IPDJ
A Direção Regional do Norte do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ-DRN) foi certificada pela Lipor - Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto pela otimização de práticas ambientais.

Filipe Araújo, administrador da Lipor e vice-presidente da Câmara do Porto entregou os certificados "Coração Verde" e "Jardim ao Natural" ao diretor regional daquele organismo, Vitor Dias, numa cerimónia que decorreu ontem no auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, à margem do seminário final do programa "Empreende Já" .

Estes certificados resultam de um trabalho desenvolvido ao longo de uma ano e que resultou, entre outras práticas, numa taxa de reciclagem de 100% dos resíduos recicláveis da instituição; na revitalização de 150 m2 de espaço verde, transformando grande parte em horta e assumindo uma gestão natural do espaço; no aumento em 17% do nível do comportamento ambiental da instituição, em particular na gestão dos resíduos, da água, da energia, da manutenção dos espaços verdes e da promoção da biodiversidade.

O IPDJ-DRN junta-se, assim, às 126 instituições que, desde 2014, já receberam o Certificado Coração Verde e às Instituições que se destacam por ter um Jardim ao Natural.

Ambas as iniciativas dinamizadas pela Lipor e pelos municípios associados têm como objetivo criar práticas equilibradas e sustentáveis ao nível da gestão ambiental das instituições.

O "Coração Verde" é uma iniciativa enquadrada no Geração+, um projeto educativo integrado, que promove o compromisso dos cidadãos com boas práticas ambientais, facilitando a aquisição de competências promotoras de maior intervenção cívica, capazes de alimentar o crescimento e a consolidação de processos ambientalmente responsáveis. Assenta, particularmente, na otimização dos processos institucionais ao nível da gestão ambiental, em particular na área dos resíduos, da água, da energia e na gestão sustentável dos espaços verdes ou ajardinados.

O projeto Jardim ao Natural tem como grande objetivo alargar a área de espaços verdes geridos de forma natural nos oito municípios associados da Lipor. Simultaneamente, pretende sensibilizar a população para a adoção de práticas sustentáveis de manutenção desses espaços, promotoras da biodiversidade, da fertilidade e da vida no solo, contribuindo para o equilíbrio dos ecossistemas.

A Lipor é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos municípios associados: Porto, Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde. Anualmente, trata cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por um milhão de habitantes.