Resíduos separados nas festas de São João viram ajuda para a Associação Portuguesa de Deficientes
A cidade do Porto entregou equipamento informático à Associação Portuguesa de Deficientes, em resultado da valorização de resíduos recolhidos durante as festas de São João, no âmbito de uma campanha implementada nas festas e romarias dos vários municípios que integram a Lipor.

O donativo foi levado nesta semana à sede da APD pelo vice-presidente da Câmara do Porto e vereador da Inovação e Ambiente, Filipe Araújo, administrador da Lipor, e corresponde à recolha de 5,33 toneladas de material separado durante as festas de São João, a cargo da Porto Ambiente.

Esta ação inscreveu-se na cerimónia realizada na Lipor e que permitiu ao Porto e restantes municípios associados entregar a instituições sociais e humanitárias donativos resultantes da recolha seletiva de 30,58 toneladas de materiais em 26 festividades realizadas em 2018.

A "Recolha seletiva em festas e romarias" corresponde a um projeto da Lipor e municípios associados que permite aumentar as quantidades de materiais encaminhados para reciclagem, com consequente contributo para a promoção dos princípios da Economia Circular, e simultaneamente garantir a atribuição de benefícios direcionados a causas sociais e de apoio às comunidades.

Desta vez, a separação de resíduos e a sua recolha seletiva para reciclagem, realizada em eventos públicos municipais, "transformou-se" em apoio concreto a um total de 18 instituições.