O projeto de recolha porta a porta residencial foi implementado em 2018, tendo duas vertentes principais: a vertente de promoção da separação de resíduos e a vertente de cariz social, uma vez que os materiais recuperados revertem a favor da SOMOS NÓS - Associação para Autonomia e Integração de Jovens Deficientes (IPSS).


Desde o seu ano de arranque até ao presente, este projeto conta já com 1832 aderentes.


Neste projeto, são recolhidos seletivamente os fluxos de papel/cartão, plástico/metal, vidro e orgânicos, assim como resíduos indiferenciados, em, predominantemente, habitações unifamiliares.


Em diversos momentos, tais como o arranque do projeto e ações de alargamento, são realizadas Campanhas de Comunicação e Sensibilização, que informam sobre o modo de funcionamento do projeto e sensibilizam para uma correta separação dos resíduos.


A cada habitação participante, é entregue gratuitamente um conjunto de equipamentos que incluem:

  • 4 contentores de 140l para deposição e colocação à recolha de papel/cartão, plástico/metal, vidro e indiferenciados;
  • 1 contentor de 40l para deposição e colocação à recolha de resíduos orgânicos;
  • 1 contentor de 10l para deposição de resíduos orgânicos.


No momento de adesão ao projeto, para além da entrega dos contentores, é também fornecido um calendário, com indicação dos dias e horários em que cada fluxo deve ser colocado à recolha.


Atualmente, o projeto de recolha porta a porta residencial encontra-se apenas implementando em zonas da área ocidental da cidade. No âmbito de candidaturas a financiamento do POSEUR, já foi planeado o alargamento a zonas com habitações unifamiliares na área oriental do Porto.




Para mais informações

ou adesão ao serviço de recolha, preencha o formulário de adesão ou contacte 220 100 220 ou ecolinha@portoambiente.pt.